ENGENHARIA METABÓLICA
 
  Home
  Uma revisão do metabolismo celular
  Como redireccionar vias metabólicas
  Da Eng. Genética para a Eng. Metabolica
  Metabolómica
  Aplicações da engenharia metabólica
Como redireccionar vias metabólicas



Regulação da actividade enzimática

          Algumas enzimas podem ter as suas actividades reguladas, actuando assim como moduladoras do metabolismo celular, existindo dois modelos de regulação enzimática mais conhecidos: a Modulação Alostérica que ocorre nas enzimas que possuem um sítio de modulaçao, ou Alostérico, onde se liga de forma não-covalente um modulador alostérico que pode ser positivo (ativa a enzima) ou negativo (inibe a enzima). A ligação do modulador induz a modificações conformacionais na estrutura espacial da enzima, modificando a afinidade desta para com os seus substratos;  E a Modulação Covalente que ocorre quando há modificação covalente da enzima, com conversão entre formas activa/inactiva. A inibição por retroalimentação é uma posibilidade de regulação da actividade enzimática visto que o produto final da via metabólica pode inibir alostericamente a actividade de uma das enzimas iniciais da via, sendo um "FEED-BACK" negativo, onde o próprio produto da reacção actua como modulador da enzima que a catalisa. Depois temos tambem a repressão catabolica, em que os meios de cultura que contêm glicose devido a existirem operões para o catabolismo de outros açúcares, são reprimidos na presença de glicose, pois os níveis de cAMP vão ser reduzidos.

Regulação génica

          A regulação génica permite obter compostos de interesse em maior quantidade sendo isto conseguido de várias formas, podendo ocorrer a nível da transcrição ou a nível da tradução, por introdução de genes que codifiquem para novas enzimas das vias metabólicas, superexpressão de enzimas biossintéticas, tecnologia de RNA antisense, em que o RNA antisense se liga ao mRNA e bloqueia a sua tradução, fazendo com que uma enzima por exemplo não seja sintetizada. Também existem sistemas da próprios que permite regular a produção de enzima, consoante a presença de substrato como é o caso da indução enzimática, em que por exemplo a β-Galactosidase só é sintetizada na presença de lactose. (Figura 5

   
                    Figura 5 - Regulação génica por indução enzimática.




Na repressão vai ser activada a proteína repressora que se vai ligar ao operador inibindo assim a síntese de mRNA, não podendo ser sintetizada a proteína em causa. (Figura 6)


       
                       Figura 6 - Regulação génica por repressão enzimática. 



 


                    

 



                    

 
   
Advertisement  
   
Owners: Cecília Duarte e Sónia Cardoso  
 
Disciplina de Biotecnologia
3º Ano Bioquímica
 
Today, there have been 13 visitors (13 hits) on this page!
=> Do you also want a homepage for free? Then click here! <=